Publicidade

O pioneiro que amava o cinema


Histórias de Brasilia - agosto 18, 2017

De origem sírio-libanesa, o goiano Abdala Carim Nabut chegou em Brasília ainda durante a construção da cidade, transportando combustível para as máquinas da nova capital. Com o passar dos anos, tornou-se um importante e influente empresário do ramo da construção civil e do mercado imobiliário. Apaixonado por cinema, construiu algumas das primeiras salas da cidade, como o Cine Karim (uma variação de seu sobrenome), inaugurado em 1969 na 110/111 Sul, o Cine Márcia, no Conjunto Nacional, além das salas Miguel Nabut e Badya Helou, ambas no Conic. Em sua casa, no Lago Sul, havia uma sala de projeção com 50 lugares, onde ele convidava os amigos para assistir aos filmes antes de chegarem oficialmente aos cinemas.

Abdala e seu caminhão em 1960.

 

Além das atividades como empresário, Abdala presidiu a Sociedade de Transportes Coletivos de Brasília (TCB) e foi secretário de Transportes durante o governo Joaquim Roriz, em 1999.

 

Cine Karim em 1976.

 

O Cine Karim fechou em 2000, dando lugar a um bar. Atualmente, o espaço é ocupado por uma academia de ginástica. O Cine Márcia encerrou as atividades em 2005, substituído por uma loja de departamentos. E, no lugar das salas de cinema do Conic, estão igrejas evangélicas.

 

Nabut morreu no dia 4 de novembro de 2016, aos 85 anos.