Publicidade

O presente que criou o Zoológico de Brasília


Histórias de Brasilia - outubro 18, 2017

Em 1957, o presidente Juscelino Kubitschek recebeu de presente do embaixador da Índia uma fêmea de elefante-asiático (Elephas maximus) que foi batizada de Nely. Como não havia lugar para abrigar o animal, JK decidiu criar um zoológico na futura capital do país, que ainda estava no início de construção. Nely foi sua primeira moradora.

Durante 37 anos, a elefanta foi a principal atração do Jardim Zoológico de Brasília. Ela morreu em 1994, vítima de uma artrose provocada pela idade avançada. Os ossos de Nely foram desenterrados em 1998 e remontados em 2006, tornando-se o símbolo principal das comemorações do cinquentenário do zoológico.

Atualmente, o esqueleto da elefanta está exposto no Museu de Taxidermia que fica dentro do próprio zoo.