Publicidade

POR QUE BRASÍLIA TEM TANTOS COBOGÓS?


Histórias de Brasilia - abril 20, 2017

Os cobogós estão presentes por toda a cidade. Nos apartamentos, casas ou prédios públicos, eles são uma marca registrada de Brasília. Mas por que nossos primeiros arquitetos utilizaram tanto esses elementos por aqui?

O cobogó foi criado e patenteado em 1929 por três engenheiros que moravam em Pernambuco. O português Amadeu COimbra Oliveira, o alemão Ernest August BOeckmann e o pernambucano Antônio de es. Das sílabas de seus sobrenomes, veio o batismo da invenção: CO – BO – GÓ.

Os três trabalhavam na construção civil e queriam uma solução prática e barata para facilitar a ventilação e combater as altas temperaturas do Nordeste. A solução foi inspirada no muxarabi (Mashrabya), um elemento da arquitetura árabe formado por treliças de madeira usadas nas janelas e sacadas das casas.

Os cobogós ficaram populares na arquitetura modernista brasileira dos anos 1940 e 1950 e foram muito usados por Oscar Niemeyer e vários outros profissionais que projetaram os prédios de Brasília. Em outros lugares do país, também são chamados de combobó, comogó, comongol e comogol.