Publicidade

Uma festa para todos os estados


Histórias de Brasilia - novembro 18, 2017

Em junho de 1960, um grupo de pioneiras fundou uma creche em um barraco de madeira que servira para a construção da 108 Sul. Dessa estrutura nasceu a Casa do Candango, uma entidade sem fins lucrativos que passou a ajudar crianças e idosos carentes.

Mas a Casa do Candango precisava de verba para se manter. Foi então que a pioneira Yolanda Avena Pires teve a ideia de fazer um evento para arrecadar fundos. Surgia, então, a Festa dos Estados.

Sua primeira edição aconteceu em 1962, como uma festa junina na 105 Sul. Cada barraca representava uma unidade da Federação, com comidas típicas e artesanato locais. E foi um grande sucesso. Em pouco tempo, a Festa dos Estados se transformou na principal atração da cidade.

 

Festa dos Estados em 1983

 

No auge da celebração, nas décadas de 1970 e 1980, cada estande contava com a primeira-dama de seu estado, responsável pela divulgação da cultura do lugar. Havia também a famosa barraca da TV Globo, que transmitia o evento ao vivo e sempre trazia os artistas das novelas para distribuir autógrafos.

Em uma época em que a maioria dos habitantes do DF vinha de fora, aquela era uma chance imperdível de matar a saudade da terra natal. Com o passar dos anos, a Festa dos Estados foi perdendo a força que tinha antigamente. Mas até hoje realizada.